• Raphael Dias

Lisboa: Naked

Sabe a leveza de estar pelado?! Essa é a filosofia do Naked, em Lisboa: “tudo ao natural”. Os alimentos, as pessoas, o espaço, despido de formalismos e acolhedor, os sorrisos e o prazer em receber os clientes. E a leveza vai ainda mais longe. O menu do NAKED é natural, saudável, sem aditivos ou preparações nocivas ao organismo, rico em frutas e legumes, e sempre com opções para quem prefere ou precisa de pratos sem glúten, açúcares, lactose ou proteína animal. Nem 8 nem 80, é flexitarian, onde todos encontram opções adequadas aos seus gostos e preferências alimentares, sem excluir públicos, mas com a crença de que o que comemos deve ser bom para nós, para o ambiente e, acima de tudo, delicioso. O espírito subjacente é o de respeitar a frase “Não comam nada que a sua bisavó não reconhecesse como comida” (Michael Pollan).  Ele coloca fim aos dilemas dos vegetarianos que têm amigos carnívoros (há opções de pratos com peixe), que têm amigos veganos e que, volta e meia, querem ir todos almoçar ou jantar fora e não encontram uma opção que agrade a todos.

Está aberto todos os dias de manhã à noite, e tem, opções para todas as horas (café da manhã, brunch, almoço, lanche, jantar) para poder visitar sempre que quiser, seja no mood de restaurante, café ou grab & go, sempre sem formalidades. A fachada com grades de ferro é o primeiro cartão-de-visita, o segundo é a reprodução d’O Jardim das Delícias Terrenas de Bosch, que ocupa uma parede inteira. As mesas são em mármore verde escuro, talheres cor de cobre, e janelas com muita luz natural.




O menu aposta em sugestões cozinhadas a baixa temperatura ou cruas (a carne não entra na lista), sem frituras, algumas sem glúten, e inspiradas nas cozinhas portuguesa, peruana e Médio Oriente, usam ingredientes naturais e não processados para criar pratos ricos em sabor, valores nutritivos e beleza (porque os olhos também comem). Com kombucha caseiro e sucos prensados a frio como sorvetes da Paletaria, e os bolos da “NÓS É MAIS BOLOS”, para além de uma linha de bolos “sem culpa”, os “NAKED Healthy Cakes”. Esse cardápio democrático nos encantou, sendo o nosso preferido o bowl de arroz integral, feijão encarnado, manga, salsa de tomate e guacamole. Hoje ainda é complicado encontrar pratos indicando ausência de glúten ou lactose, mas o menu do Naked identifica-os com pequenos ícones que percorrem todo o menu. Os mesmos ícones distinguem ainda as receitas vegetarianas e veganas.



O Naked escolheu o bairro mais legal do momento, o Príncipe Real, mas não vai ficar só por lá. O segundo espaço será em Cascais e a expansão não deve ficar por aí.

Onde:Rua da Escola Politécnica, 85 / 87 Príncipe Real – Lisboa

Quando: Segunda a Sábado – 10h às 23h / Domingos 10h às 19h

Nas redes:

  1. Website Naked

  2. Instagram Naked

  3. Facebook Naked

Fotos: Cortesia Naked

#diária #RaphaelRovereDias #naked #nakeddiária #nakedlisboa

Captura de Tela 2020-12-10 às 11.20.07.
Captura de Tela 2020-12-10 às 11.20.15.

No dia-a-dia de todo viajante faz parte da experiência observar ao seu redor, seja na hora de tomar um café, ler um livro, apreciar uma arte, comprar um objeto ou mesmo deitar para dormir.

As cidades de todo o mundo escondem pequenas jóias que valem ser divididas, e quem sabe um dia conferir. O blog Diária nasceu da vontade de divulgar com curadoria esses lugares que além da qualidade em seus serviços, apresentam design diferenciado e inspirador.

  • Instagram
  • Preto Ícone Spotify
  • Facebook

blog diária